quarta-feira, 24 de maio de 2017

Com protesto dos professores, Câmara de Alcantil aprova LDO e o piso salarial do magistério 2017



A Câmara Municipal de Alcantil aprovou durante sessão realizada nesta terça-feira, (23/05/2017), os Projetos de Lei 272/2017 LDO, e 273/2017 que trata do piso salarial dos professores, de autoria do Poder Executivo Municipal e dois requerimentos de nº. 09/2017 do vereador Edivaldo Amaro e nº.10/2017 do vereador José Jânio.






O presidente da Câmara Municipal de Alcantil Milton Almeida – PSB, antes de iniciar a sessão começou com o anuncio do indeferimento de um requerimento solicitado pelo representante do Sindicato dos Trabalhadores de Boqueirão e região - SINTABO, para uso da tribuna. Sob protesto dos professores que compareceram aquela casa legislativa, o presidente comunicou aos senhores vereadores e demais presentes, que iria tratar só o que estava na pauta. Em seguida iniciou a sessão saudando a todos depois com a leitura do Salmo 131, escolhido pelo vereador Ismael Robson e também da ata da sessão anterior que foi colocada em votação e prontamente aprovada por unanimidade.






Ainda na referida sessão o representante do SINTABO reiterou o seu pedido de ir a tribuna desta vês com manifestação dos professores presentes, proferindo palavras de ordem, e mais uma vez foi negado com o presidente falando que “não quer anarquia na casa”, e exigindo respeito, houve um princípio de “bate-boca” entre a professora e ex-vereadora Cilene Marcolino e o presidente da câmara, que deu sequência à sessão com à leitura dos pareceres das comissões sobre os projetos de lei de n°272/2017 e nº. 273/2017.






Ainda na tentativa de ouvir o que os professores tinham a falar sobre o projeto que altera o piso salarial da classe, o vereador Noval concedeu a parte da palavra que lhe cabe na tribuna para que os professores usassem, que mais uma vês foi negado, no argumento de que o projeto já foi debatido e discutido naquela casa e que contemplaria com 7,64% maioria dos professores e ninguém sairia sem aumento. Nesse momento com os ânimos já exaltados, o “bate-boca” continuou quando o presidente alertou aos presentes sobre um decreto legislativo de que é proibido gravações de áudio ou vídeo, salvo por profissionais da imprensa devidamente credenciados e cadastrados naquela casa. No meio a tantas discussões o vereador Jânio pediu a palavra que foi concedido pelo presidente e na tribuna expressou seu protesto em apoio aos professores por não terem a oportunidade de irem a tribuna, imediatamente foi interpelado pelo presidente chamando a atenção que seu pronunciamento deveria ser sobre no que estar na pauta, e interrompeu a sua fala.





Ainda sobre protesto dos professores a sessão continuou com a votação dos projetos.






Votaram a favor dos projetos, os vereadores:






O presidente Milton Almeida – PSB (Miltão);


Edivaldo Amaro da Silva – PT (Dal);


Inácio Cicero dos Santos – PR (Inácio Capibaribe);


Ismael Robson da Silva – PC do B (Robinho);


José Francisco da Silva – PSD (Chico da Boiadeira).






Votaram contra os projetos, os vereadores:






Romonoval Alves da Costa – PSDB (Noval);


José Jânio de Souza – PSDB (Jânio de Barra de Aroeiras);


Francinaldo Carlos da Silva – PV (Sil);


Elias Rafael Costa – PSDB (Elias Rafael)






Fizeram o uso da tribuna os vereadores Jânio, Noval, Sil e Dal.


No final ainda em meio ao bate-boca o presidente Milton Almeida agradeceu a presença de todos encerrando a sessão e convidando para a próxima que será no dia 02/06/2017 e o clima tenso continuou na parte de fora da câmara onde os professores continuava em grupos sem se dispersar, só depois as coisas foram se normalizando cada uma tomando seu rumo.






Fonte: asabranca87.com

domingo, 21 de maio de 2017

Vereadores de Alcantil aprova contas do ex-prefeito José Ademar de Farias


A sessão da Câmara de Vereadores de Alcantil desta sexta-feira dia 19/05/2017, foi marcada pela aprovação das contas do ex-gestor José Ademar de Farias referente ao ano de 2013, as contas foram aprovadas unanimemente pelos Vereadores Presentes. Compareceram 7 dos 9 Vereadores.
Estiveram presentes na sessão, o Sr. Vereador Presidente Milton Almeida — PSB, (Miltão), o vereador Edvaldo Amaro da Silva — PT, (Dal), o vereador Inácio Cícero dos Santos — PR, (Inácio Capibaribe), o vereador Ismael Robson da Silva — PC do B, (Robinho), o vereador José Jânio de Souza — PSDB, (Janinho de Barra de Aroeiras), o vereador Elias Rafael Costa — PSDB, (Elias Rafael) e o vereador Francinaldo Carlos da Silva, PV, (Siu), faltaram a sessão os vereadores, José Francisco da Silva — PSD (Chico da boiadeira) e Romonoval Alves da Costa — PSDB (Noval). Também vimos que a presença do povo naquela casa legislativa não está sendo assídua, pois, não teve um público satisfatório.
Presidida pelo Sr. Vereador Milton Almeida — PSB, que iniciou a sessão as 15:00 horas com a leitura da ata da sessão anterior que foi colocada em discussão em seguida a votação e prontamente aprovada pelos senhores edis presentes naquela casa.
Ainda na referida sessão, o Sr. Vereador Presidente Milton Almeida depois de ler as peças da matéria enviada pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), sobre a prestação de contas do ex-gestor José Ademar de Farias, referente ao exercício ano 2013, que foi aprovada com algumas ressalvas pelo órgão, e chamando a atenção dos senhores vereadores presentes ao prazo dado pelo Tribunal de Contas que estar se expirando, e na sequência colocou em votação proferindo o seu voto acompanhando o parecer do TCE-PB, seguido pelos senhores vereadores que compareceram a Sessão Ordinária.
Fizeram o uso da palavra Vereador Elias Rafael, que saldou a todos os presentes e cobrou do gestor municipal, serviços de iluminação pública para o sítio Capoeiras, pois, os moradores daquela comunidade estão cobrando esse serviço e ainda não foram atendidos e continuam no escuro.
O vereador Janinho de Barra de Aroeiras usou a palavra para expressar a sua indignação pelo fato de que os requerimentos que são enviados a mesa para a tempos de serem apreciados pelos vereadores, que tenham a devida atenção e que não sejam deixados para posteriores apreciações e sejam atendidos de prontamente.
Em seguida o Sr. Vereador Presidente Milton Almeida usou a palavra e prometeu fazer o máximo para atender os vereadores para que os requerimentos e demais matérias enviadas possa serem apreciadas em tempo satisfatório, em seguida se mostrou preocupado e indignado com os escândalos de corrupção e que assola o nosso país, por fim encerrou a sessão e convidou a todos para a próxima sessão marcada para terça-feira dia 23/05/2017 as 15:00 horas, que irá tratar do projeto de lei n.º 273/2017 do piso salarial dos professores.

Radialista José Mendonça 5060/PB

quinta-feira, 18 de maio de 2017

18 de maio – Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual





Faça Bonito - Proteja nossas crianças e adolescente, a ação convoca a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil. Desde 2009 utiliza como símbolo uma flor, como uma lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. O desenho também tem como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade, proximidade e identificação com a causa.

18 de maio: A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.




Denuncias: Disque 100 ou 123.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Audiência Pública realizada na Câmara Municipal de Alcantil discute segurança.

Dra. Ivanise Fonseca,(Delegasda PC)
A Câmara Municipal de Vereadores de Alcantil realizou na manhã desta quarta-feira (10-05-2017), uma Audiência Pública sobre assuntos relacionados a “Segurança Pública”.
A iniciativa da Audiência surgiu em face ao elevado índice de criminalidade em nosso município.
A audiência começou por volta das 09:00hs da manhã e terminou às 11:30h. Inicialmente com um pequeno público presente, mas depois chegaram alguns professores e alunos da Escola Estadual de Alcantil.
O debate foi mediado pela Dra. Ivanize Fonseca Delegada de Polícia, onde pontuou a problemática do alto índice de violência em nosso município, e mostrou as dificuldades do trabalho da Polícia Civil e Militar em combater a criminalidade, devido o baixo número efetivo de policiais militares no município, já que estar localizado numa região de divisa de estados e economicamente ativa por estar próximo ao polo de confecções de Pernambuco. Por fim, a Delegada  propôs a criação de um Conselho Municipal de Segurança Pública, onde haja a integração de representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Conselho Tutelar, Governo Municipal, Poder Legislativo e comerciantes locais que por sinal são os mais prejudicados.





Mostrando o que assegura o “artigo 144 da Constituição, que a Segurança Pública é um dever do estado, mas é um direito e obrigação de todos”, a Dra. Delegada Ivanize Fonseca, ainda falou que “a polícia não tem como resolver todos os problemas da segurança, é preciso a união da comunidade e dos poderes públicos constituídos para buscar soluções necessárias para resolver os problemas”.

Também usaram a palavra, o Prefeito de Alcantil Milton Rodrigues, o presidente da Câmara Municipal Alcantil Milton Almeida, o Conselheiro Tutelar Carlos Cruz, além do Sargento Bezerra (Polícia Militar), secretários do governo municipal, estudantes, professores, comerciantes locais.
  Em seguida foi agendado um próximo encontro para o dia 07 de Junho de 2017 no Distrito de Lagoa do Jucá, para outras pessoas daquela região poderem participar do debate antes da formação do Conselho Municipal de Segurança Pública.