ASA BRANCA 87 - ALCANTIL

terça-feira, 12 de julho de 2016

Projeto traz esperança para agricultores

Poço perfurado na comunidade do Jucá
Um plano emergencial da prefeitura de Alcantil em parceria com os governos estadual e federal está levando esperança aos agricultores na zona rural alcantilense. Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), e o Exército Brasileiro, por meio do 1º Grupamento de Engenharia e Construção, assinaram nesta quinta-feira (17) um convênio técnico para perfuração de 280 poços tubulares profundos no semiárido paraibano. em alcantil a ação conjunta com a Secretária Municipal de Agricultura e recursos hídricos.O coordenador do Procase, Hélio Sila Barbosa, explica que as comunidades que serão beneficiadas pelos poços também vão receber kits de subirrigação e raquetes de palma resistente.“A ideia é que as famílias beneficiárias possam produzir forragem para seu rebanho. Por isso, além do poço, vamos distribuir para cada comunidade um sistema de subirrigação por energia solar, e dez mil raquetes de palma forrageira resistente à cochonilha do carmim”, comentou o coordenador. Além da palma 10 kg de sorgo (milho) e a instalação de kit irrigação com caixa de abastecimento, bomba e kit de energia solar.  São estes os benefícios para agricultores e população.


Fonte: Secrtaria Municipal de Agricultura.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Alcantilense assume como Administrador Apostólico após renúncia de Dom Aldo Pagotto



Carta do Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, Dom Genival Saraiva de França.

Ao Clero, aos Religiosos, Religiosas, Seminaristas, Animadores Pastorais - Leigos e Leigas, e à População da Arquidiocese da Paraíba:

Eu vim para servir (cf. Mc 10, 45).

Como ensina o Concílio Vaticano II, a Igreja é o povo de Deus e a “Diocese é uma porção do povo de Deus confiada a um Bispo para que a pastoreie em cooperação com o presbitério”. A Diocese torna-se vacante com a morte, renúncia ou transferência de seu Bispo. Hoje, 6 de julho, a Arquidiocese da Paraíba tornou-se vacante com o pedido de renúncia apresentado por Dom Aldo di Cillo Pagotto, que foi acolhido pelo Papa Francisco. A solicitude da Igreja provê a forma de administração da Diocese em sua vacância. Por isso, o Papa Francisco nomeou-me Administrador Apostólico, através de Decreto da Congregação para os Bispos, função que devo exercer “até que o Arcebispo, que deve ser eleito, tome posse canônica”. Não me apresento hoje aos arquidiocesanos da Paraíba porque me encontro no Ceará até a próxima sexta-feira, orientando o retiro espiritual de uma parte do clero da Arquidiocese de Fortaleza. Com esta comunicação, desejo afirmar a todos que chegarei, brevemente, com a disposição de servir. Em Jesus, encontramos o melhor exemplo de serviço. Além do espírito eclesial, que todos nós devemos cultivar, em mim a motivação para servir à Arquidiocese da Paraíba tem uma linguagem afetiva, pelo fato de ser paraibano e de ter residido na cidade de João Pessoa, durante oito anos, como aluno do Seminário Imaculada Conceição.
Como João Batista, que preparou o povo para acolher Jesus, o Cordeiro de Deus, que já estava no seu meio, chego para ajudar ao povo de Deus da Arquidiocese da Paraíba a preparar o seu coração para a chegada do seu novo Arcebispo Metropolitano. A fim de que possa exercer bem a função de Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, torno minha a prece do salmista: “Dai-me bom senso, retidão, sabedoria” (Sl 118, 66). Tendo consciência de não ser fácil administrar uma instituição, especialmente num contexto de transição, peço, com humildade: “Senhor, dai-me serenidade para eu aceitar as coisas que eu não posso mudar. Dai-me coragem para eu mudar as coisas que eu posso mudar. Dai-me discernimento para eu conhecer a diferença”. Que, por esse discernimento, eu possa contribuir para a prática da comunhão e da unidade em nossa Arquidiocese, seguindo esse ensinamento de Santo Agostinho: “Nas coisas essenciais, a unidade; nas coisas não essenciais, a liberdade; em todas as coisas, a caridade”. Sei que posso contar com a oração e o apoio solidário do clero, das comunidades religiosas e das forças pastorais da Arquidiocese da Paraíba, para fiel cumprimento da missão que me foi confiada.
Ao expressar a Dom Aldo Pagotto o agradecimento da Arquidiocese da Paraíba pelo bem que fez, em seu pastoreio, posso testemunhar-lhe, por experiência, que a renúncia ao governo diocesano não é demérito para nenhum Bispo, por ter completado 75 anos, como no meu caso, ou em razão de enfermidade, como no seu caso. Os Bispos eméritos continuam servindo à Igreja, de muitas maneiras. Motivado para viver a comunhão fraterna e para colaborar na ação evangelizadora, uno-me aos Bispos da Província Eclesiástica da Paraíba, no seu dedicado trabalho pastoral, em suas respectivas Dioceses de Cajazeiras, Campina Grande, Guarabira e Patos.
Vamos viver este tempo de vacância da Arquidiocese da Paraíba com um coração misericordioso, no espírito do Jubileu da Misericórdia.
Assista-me a graça de Deus e me proteja “excelsa Virgem das Neves”, nesta missão de servir, como Jesus!

Guaramiranga (CE), 6 de julho de 2016

Dom Genival Saraiva de França

Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Casal foi encontrado morto na divisa de PB e PE

Um homem e uma mulher foram encontrados mortos perto de um matagal a mais ou menos 300 mt da BR 104 na divisa de Pb e PE, no município de Alcantil na tarde desse domingo (3).
Segundo informações da Polícia Militar, o casal foi atingido por disparos com espingarda calibre 12. Os rostos e partes dos corpos foram desfigurados.
O homem, identificado como Lucivânio Alves da Silva, 29, era um albergado. Com ele, foi encontrado um alvará de soltura.
A mulher, que aparentava ter entre 25 e 30 anos, não teve o nome identificado.
A polícia não tem informações dos suspeitos do crime.
Fonte: O Blog/PBOnline

sexta-feira, 24 de junho de 2016

PSDB articula pré-candidatura de Ana Cecília em Alcantil

O PSDB da cidade de Alcantil, no Cariri paraibano, deve anunciar, em breve, o nome que representará o partido na disputa das eleições deste ano.
A escolha deve recair sobre Ana Cecília, esposa do ex-prefeito e ex-deputado estadual, Dunga Júnior, que teve o nome cogitado por agrupamentos políticos e lideranças comunitárias da cidade.
A articulação em torno do nome de Ana Cecília deverá reunir um grande número de partidos, entre os quais, as legendas de oposição ao grupo liderado pelo ex-prefeito da cidade, Milton Rodrigues.
Ana Cecília agradeceu a lembrança e disse estar pronta para abraçar a missão, caso seja esse o entendimento do PSDB e dos partidos aliados. “Fico feliz em ter o nome lembrado para a disputa pela prefeitura de Alcantil e ao mesmo tempo quero agradecer a todos pelo reconhecimento do nosso trabalho”, declarou.

Fonte; ascomcarlosdunga

terça-feira, 21 de junho de 2016

PM da Paraíba prende assaltante de sacoleiros entre Alcantil e Riacho de Santo Antônio

Foto: Agreste Notícias
A Polícia Militar da Paraíba prendeu neste Domingo 19, Carlos Kleiton Teixeira Cavalcante, 27 anos, que segundo o próprio, reside em Recife PE.
A prisão ocorreu após uma perseguição que começou na "Curva do Narciso"/ Alcantil,  e acabou no Sítio Damásio de Riacho de Santo Antônio.

Ele é acusado de praticar assaltos à sacoleiros, e segundo ele, haviam mais cinco indivíduos na ação, que conseguiram fugir.

Na ação foi constatado que foram roubados 1.500,00(mil e quinhentos reais) do proprietário do veículo tomado de assalto em Natal RN, além de mais 6.500,00(seis mil e quinhentos reais) de um passageiro.

Carlos afirmou ainda que a intenção seria realizar assaltos aos sacoleiros que trafegam entre os municípios de Queimadas PB e Santa Cruz do Capibaribe PE pela BR 104, que naturalmente passa por Alcantil.





Foto: Agreste Notícias

No veículo que foi tomado de assalto foram encontradas armas de fogo, munições e produtos roubados.

Foto: Agreste Notícias

A perseguição começou quando a PM estava retirando obstáculos na rodovia, foi aí que o veículo passou e não atendeu a ordem de parada da PM, e só acabou quando o veículo perdeu o controle e colidiu com uma árvore. à partir daí o suspeito não ofereceu resistência.



asabranca87





quinta-feira, 16 de junho de 2016

Iniciativa privada inicia projeto de Feria Livre em Alcantil


Com a iniciativa dos empresários de Alcantil, no próximo sábado terá início , um projeto muito importante para nossa cidade , uma feira livre!
A FEIRA LIVRE DE ALCANTIL

Comidas típicas 🍕🌭🍔🍲
Frutas e verduras 🍍🍅🍆🍋
Roupas 👕👘👗👚
Sapatos 👞👟👢👡👒💼👠
Carnes 🍗🍗🍳🍳
Eletrônicos 📀💿📹📲📱⏱⏲🔦
Utensílios do lar 🗑🔧🔪🔩
Com preços promocionais de inauguração

Acontecerá das 06:00 a 12:00
Convidamos a todos do município , para visitar, comprar e prestigiar o projeto dos comerciantes guerreiros da nossa terra !

domingo, 12 de junho de 2016

TSE pede investigação sobre falha em 40 mil votos nas eleições de 2014

Gilmar Mendes também pediu a substituição de todos os mesários que participaram das últimas eleições

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR) e à Polícia Federal (PF) a abertura de investigação de 40 mil votos das eleições de 2014. Gilmar Mendes também pediu a substituição de todos os mesários que participaram das últimas eleições.


De acordo com a assessoria do TSE, a equipe técnica do tribunal constatou que nomes de eleitores que justificaram a ausência também apareciam entre os que votaram. Segundo o tribunal, não foram encontrados problemas nas urnas eletrônicas e os indícios apontam a irregularidade por erro humano.
As irregularidades foram constatadas após um cruzamento preparatório para as eleições deste ano. Os casos envolvem, por exemplo, frequência em uma mesma urna de registro de voto associado a eleitor que justificou ausência nas eleições passadas. O maior número de falhas foi constado em municípios do interior do Maranhão e da Bahia.
Gilmar também determinou que as cidades em que os problemas foram mais frequentes deverão adotar em regime de urgência o sistema biométrico de votação para prevenir possíveis fraudes nas próximas eleições. Há um caso, que chamou a atenção da Corte em que o mesmo erro foi identificado 18 vezes numa mesma sessão e 15 numa sessão vizinha.
O crime, se comprovado, pode levar à punição do responsável por falsidade ideológica eleitoral, cuja pena prevista é de 2 a 6 anos de prisão.

Fonte: portal Correio