ASA BRANCA 87 - ALCANTIL

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Dr. Gessner Caetano é Inocentado do escândalo da eleição de 1994, e ainda aguarda indenização milionária

O médico e empresário, Gessner Caetano, aguarda, há duas décadas, indenização no caso da polêmica envolvendo troca de votos por veículos na campanha eleitoral de 1994.
A ação de perdas e danos impetrada contra o governo federal está estimada em R$ 36 milhões.

Relembre o caso

Na campanha eleitoral de 1994, todas as pesquisas de opinião pública indicavam que Gessner Caetano, então candidato a deputado federal, estava entre os três mais votados, mas, como o caso veio à tona a 17 dias da eleição, o postulante não teve tempo suficiente para provar sua inocência — o que faria pouco tempo depois —  seus votos fossem anulados.

Fonte : Portal S1

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Momentos de terror em Alcantil

Na madrugada desta Terça Feira, uma quadrilha estourou o cofre da agência dos correios de Alcantil, onde funciona uma agência do Banco do Brasil.
Tudo começou por volta da 1:00h da madrugada quando foi efetuado o primeiro disparo de arma de fogo. Foram mais de 40 min. de tiros, efetuados por homens espalhados  pelos quatro cantos da cidade. Acredita-se que o tiroteio seria para intimidar a população enquanto a agência era arrombada.


A agência ficou parcialmente destruída com as explosões que foram
provocadas certamente com dinamites. Parte do teto da agência desabou com o impacto. Após a chegada da polícia ainda houve troca de tiros mas os bandidos conseguiram fugir.



Na saída os bandidos ainda dispararam contra uma residência que fica de esquina para a saída pra Santa Cecília.


            
O ex-deputado estadual e ex-prefeito de Alcantil, Dunga Júnior, disse, nesta terça-feira (6), que vai protocolar um pedido de audiência ainda hoje com o secretário de Segurança do Estado, Cláudio Lima, para pedir providências e reforço no policiamento da cidade.
Para tanto, o ex-gestor está convocando o atual prefeito, vereadores, autoridades locais e a sociedade como um todo para reforçar o apelo.
De acordo com Dunga Júnior, a população não aguenta mais essa situação de insegurança. Ele disse que no intervalo de uma semana, o município registrou um sequestro, assaltos a estabelecimentos comerciais e a populares, e na madrugada de hoje, o arrombamento da agência dos Correios. “É preciso que o município volte a ter a blitz fixa em suas divisas, a rota policial noturna na BR-104 e a força-tarefa com a polícia de Pernambuco. Por todo esse caos na segurança estamos nos mobilizando e reivindicando uma ação enérgica, pois o povo de Alcantil está refém do medo e da insegurança, e isso não pode continuar”, arrematou..




quinta-feira, 18 de agosto de 2016

As inovações na propaganda eleitoral e os riscos com abusos na internet


Marcelo Gurjão Silveira Aith*

A corrida eleitoral teve início no dia 16 de agosto e, agora, começou também a propaganda eleitoral. Os candidatos terão um grande desafio pela frente, uma vez que com as novas normas da Lei Eleitoral não poderão contar com doações de pessoas jurídicas e com os limites de gastos nas campanhas, o que irá dificultar, substancialmente, a gestão dos recursos e da exposição da campanha.

Uma alternativa para driblar os limites de gastos, de forma lícita, é a utilização da internet como meio de divulgar as candidaturas. A propaganda eleitoral pela internet poderá ser realizada nas seguintes formas: a) em sites do candidato; b) em sites dos partidos ou coligações; c) por meio de mensagens eletrônicas para endereços cadastrados gratuitamente pelo candidato, pelo partido ou pela coligação; e d) por meio de blogs, redes sociais (Facebook, whatsapp, entre outros), sites de mensagens instantâneas, cujo conteúdo seja gerado ou editado por candidato, partido ou coligação.

Há que se ressaltar que é absolutamente vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga pela internet. É vedada, mesmo gratuitamente, a propaganda eleitoral por sites de pessoas jurídicas.

A violação sujeito o infrator a multa, entre R$ 5 mil e R$ 30 mil). Assevere-se, por oportuno, que as multas são computas como gastos de campanha, portanto, sujeitas aos limites impostos pela Lei Eleitoral.

Ademais, é expressamente proibida a utilização de links patrocinados, que visem potencializar o alcance e a divulgação da informação veiculada na propaganda eleitoral via internet.   Vedada, também, a utilização de telemarketing.

Além da pena de multa, a Justiça Eleitoral, a requerimento do Ministério Público, candidato, partido político ou coligação, poderá suspender, por 24 horas, o acesso a todo o conteúdo informativo dos sites, caso haja o descumprimento do regramento previsto na Lei das Eleições. A cada reiteração de conduta, será duplicado o período.

Por fim, cada cidadão tem o dever cívico de noticiar os abusos cometidos na rede mundial de computadores, para que o certame eleitoral transcorra com ética e que o melhor candidato vença.   É uma utopia pensar assim?

*Marcelo Gurjão Silveira Aith é especialista em Direito Eleitoral e sócio do escritório Aith Advocacia
Informações para a imprensa:
Ex-Libris Comunicação Integrada
Fone: (11) 3266-6088 - ramal 208

Denis Dana – denis@libris.com.br
Caio Prates – caio@libris.com.br

terça-feira, 26 de julho de 2016

Convenções partidárias



Entre 20 de julho e 5 de agosto de 2016, acontecem as convenções partidárias. São os encontros em que os partidos definem oficialmente seus candidatos. Também são os espaços para decidir se serão feitas coligações com outros partidos. Todos os partidos devem realizar essas convenções e enviar as atas à Justiça Eleitoral.

Teoricamente, a convenção é o momento em que os partidos deliberam e definem seus candidatos. Mas na prática, a maioria dos partidos já chega às convenções com seus nomes definidos, seja por prévias, seja por decisão alcançada por outros meios de deliberação.

Para que serve, então, uma convenção? Sua função principal, de definir o nome de candidatos, torna-se uma mera formalidade, já que os nomes já foram acordados anteriormente. Resta, então, aproveitar o momento para apresentar os candidatos do partido aos militantes e criar uma sinergia positiva para as campanhas, que começam logo em seguida.


*Em Alcantil no último Domingo 24, foi realizada a convenção do PR (Partido da República) representado pelo número 10, juntamente com outros partidos que se aliaram para as Eleições 2016. Já no próximo Domingo 31 será a vez do PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) representado pelo número 15, que também contará com outras siglas partidárias que formalizarão apoio a seu projeto para as novas Eleições.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Projeto traz esperança para agricultores

Poço perfurado na comunidade do Jucá
Um plano emergencial da prefeitura de Alcantil em parceria com os governos estadual e federal está levando esperança aos agricultores na zona rural alcantilense. Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), e o Exército Brasileiro, por meio do 1º Grupamento de Engenharia e Construção, assinaram nesta quinta-feira (17) um convênio técnico para perfuração de 280 poços tubulares profundos no semiárido paraibano. em alcantil a ação conjunta com a Secretária Municipal de Agricultura e recursos hídricos.O coordenador do Procase, Hélio Sila Barbosa, explica que as comunidades que serão beneficiadas pelos poços também vão receber kits de subirrigação e raquetes de palma resistente.“A ideia é que as famílias beneficiárias possam produzir forragem para seu rebanho. Por isso, além do poço, vamos distribuir para cada comunidade um sistema de subirrigação por energia solar, e dez mil raquetes de palma forrageira resistente à cochonilha do carmim”, comentou o coordenador. Além da palma 10 kg de sorgo (milho) e a instalação de kit irrigação com caixa de abastecimento, bomba e kit de energia solar.  São estes os benefícios para agricultores e população.


Fonte: Secrtaria Municipal de Agricultura.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Alcantilense assume como Administrador Apostólico após renúncia de Dom Aldo Pagotto



Carta do Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, Dom Genival Saraiva de França.

Ao Clero, aos Religiosos, Religiosas, Seminaristas, Animadores Pastorais - Leigos e Leigas, e à População da Arquidiocese da Paraíba:

Eu vim para servir (cf. Mc 10, 45).

Como ensina o Concílio Vaticano II, a Igreja é o povo de Deus e a “Diocese é uma porção do povo de Deus confiada a um Bispo para que a pastoreie em cooperação com o presbitério”. A Diocese torna-se vacante com a morte, renúncia ou transferência de seu Bispo. Hoje, 6 de julho, a Arquidiocese da Paraíba tornou-se vacante com o pedido de renúncia apresentado por Dom Aldo di Cillo Pagotto, que foi acolhido pelo Papa Francisco. A solicitude da Igreja provê a forma de administração da Diocese em sua vacância. Por isso, o Papa Francisco nomeou-me Administrador Apostólico, através de Decreto da Congregação para os Bispos, função que devo exercer “até que o Arcebispo, que deve ser eleito, tome posse canônica”. Não me apresento hoje aos arquidiocesanos da Paraíba porque me encontro no Ceará até a próxima sexta-feira, orientando o retiro espiritual de uma parte do clero da Arquidiocese de Fortaleza. Com esta comunicação, desejo afirmar a todos que chegarei, brevemente, com a disposição de servir. Em Jesus, encontramos o melhor exemplo de serviço. Além do espírito eclesial, que todos nós devemos cultivar, em mim a motivação para servir à Arquidiocese da Paraíba tem uma linguagem afetiva, pelo fato de ser paraibano e de ter residido na cidade de João Pessoa, durante oito anos, como aluno do Seminário Imaculada Conceição.
Como João Batista, que preparou o povo para acolher Jesus, o Cordeiro de Deus, que já estava no seu meio, chego para ajudar ao povo de Deus da Arquidiocese da Paraíba a preparar o seu coração para a chegada do seu novo Arcebispo Metropolitano. A fim de que possa exercer bem a função de Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba, torno minha a prece do salmista: “Dai-me bom senso, retidão, sabedoria” (Sl 118, 66). Tendo consciência de não ser fácil administrar uma instituição, especialmente num contexto de transição, peço, com humildade: “Senhor, dai-me serenidade para eu aceitar as coisas que eu não posso mudar. Dai-me coragem para eu mudar as coisas que eu posso mudar. Dai-me discernimento para eu conhecer a diferença”. Que, por esse discernimento, eu possa contribuir para a prática da comunhão e da unidade em nossa Arquidiocese, seguindo esse ensinamento de Santo Agostinho: “Nas coisas essenciais, a unidade; nas coisas não essenciais, a liberdade; em todas as coisas, a caridade”. Sei que posso contar com a oração e o apoio solidário do clero, das comunidades religiosas e das forças pastorais da Arquidiocese da Paraíba, para fiel cumprimento da missão que me foi confiada.
Ao expressar a Dom Aldo Pagotto o agradecimento da Arquidiocese da Paraíba pelo bem que fez, em seu pastoreio, posso testemunhar-lhe, por experiência, que a renúncia ao governo diocesano não é demérito para nenhum Bispo, por ter completado 75 anos, como no meu caso, ou em razão de enfermidade, como no seu caso. Os Bispos eméritos continuam servindo à Igreja, de muitas maneiras. Motivado para viver a comunhão fraterna e para colaborar na ação evangelizadora, uno-me aos Bispos da Província Eclesiástica da Paraíba, no seu dedicado trabalho pastoral, em suas respectivas Dioceses de Cajazeiras, Campina Grande, Guarabira e Patos.
Vamos viver este tempo de vacância da Arquidiocese da Paraíba com um coração misericordioso, no espírito do Jubileu da Misericórdia.
Assista-me a graça de Deus e me proteja “excelsa Virgem das Neves”, nesta missão de servir, como Jesus!

Guaramiranga (CE), 6 de julho de 2016

Dom Genival Saraiva de França

Administrador Apostólico da Arquidiocese da Paraíba

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Casal foi encontrado morto na divisa de PB e PE

Um homem e uma mulher foram encontrados mortos perto de um matagal a mais ou menos 300 mt da BR 104 na divisa de Pb e PE, no município de Alcantil na tarde desse domingo (3).
Segundo informações da Polícia Militar, o casal foi atingido por disparos com espingarda calibre 12. Os rostos e partes dos corpos foram desfigurados.
O homem, identificado como Lucivânio Alves da Silva, 29, era um albergado. Com ele, foi encontrado um alvará de soltura.
A mulher, que aparentava ter entre 25 e 30 anos, não teve o nome identificado.
A polícia não tem informações dos suspeitos do crime.
Fonte: O Blog/PBOnline